segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Mau, mau, mau...

“O Elvas” foi goleado por 0-3 no Campo Patalino pelo Campomaiorense, e perde qualquer esperança de alcançar o topo da classificação da Série A da primeira fase do Distrital. Não que isso seja importante, pois todos os apurados para a segunda fase, que dará acesso à subida de divisão, partem com zero pontos, mas seria mais motivante quer para a equipa, quer para os adeptos.

Ontem fomos vergados a uma derrota das que doem, perante um adversário que também é candidato, mas que ainda não o assume de uma forma clara. O Campomaiorense foi uma equipa calculista, bem estruturada no campo, e muito eficaz na concretização das oportunidades que dispôs ao longo do jogo. Mereceu a vitória sem dúvida, mas o resultado é exagerado face ao que se passou no jogo. O técnico dos “galgos” montou uma estratégia de “asfixiar” o meio-campo azul-e-ouro, tratando de recuperar a posse de bola e encetar o rápido contra-ataque como arma principal. Surpreendeu ao colocar apenas um avançado, apoiado por dois jogadores rápidos de meio-campo, que baralhou a defesa da casa.

A equipa de Elói Silva teve muitas oportunidades de golo, mais do de o Campomaiorense, mas os nossos avançados foram totalmente perdulários, ineficazes para desfeitear o guardião dos “galgos”. A acrescentar a isto a nulidade defensiva, bem patente neste jogo, e que em anteriores jogos já se previa que isto poderia acontecer. Faltas de marcação, desconcentração total, desentendimento no sector mais recuado da equipa, e por trás um guarda-redes que não oferece garantias a ninguém.

Mais uma vez João Cristo voltou a falhar calamitosamente frente a um adversário de maior estatuto, em especial no lance do terceiro golo campomaiorense. Um “frango” monumental, em que depois de não segurar a bola, poderia pelo menos ter-se feito ao lance. Em vez disso reagiu de forma negativa às críticas lançadas pela Tribo, com um “se fazes melhor vem para aqui”. Mau demais para ser verdade, pois a seguir ouviu muitas verdades, já que esta claque sempre o apoiou, e ele sabe-o, e temos direito a reclamar quando acontecem este tipo de coisas. Pagamos os nossos bilhetes e as nossas quotas, ajudamos o clube no que podemos e tratamos de apoiar todos os que vestem esta camisola, mas há momentos em que qualquer um explode, e neste caso com razão.

O técnico d’”O Elvas” também falhou na composição do “onze” inicial, colocando em campo dois jogadores com clara falta de capacidade física e ritmo de jogo, acabados de chegar à estrutura da equipa, relegando no banco outros que poderiam, neste jogo, ter dado mais garantias de sucesso.
Pedro Aparício e José Rego, estreante com a camisola azul-e-ouro, foram claramente elementos a menos na partida, notando-se uma enorme falta de entrosamento com os colegas. O nosso treinador errou, não deveria nesta partida de os ter feito alinhar, não poderia manter um jogador como o Pedro Aparício, que se arrastou na maior parte do jogo pelo campo, durante os 90 minutos. Também mexeu mal na equipa, pois o Nuno Carranca não é jogador para ficar como central, assim como o Rogério Chinita não é jogador para fazer o corredor esquerdo.
Com a descida do capitão de equipa para a defesa, pensou que Glaedson poderia ser o elemento que controlasse o jogo azul-e-ouro. Se o brasileiro fez com que a bola chegasse mais perto da baliza visitante, justificando a opção do técnico, o mesmo não aconteceu quando havia necessidade de recuperar defensivamente, perante a maior capacidade física dos “galgos”. Com Carranca e Glaedson no meio-campo o jogo seria melhor de certeza, mas agora já é tarde.

Uma palavra para dois ex-“O Elvas”. André Largueiras, marcador do terceiro golo, teve uma atitude exemplar em campo, respeitando o seu anterior público, tendo sido mesmo um dos melhores jogadores em campo. Quanto ao Eduardo Carranca, que marcou o primeiro golo, não podemos dizer o mesmo. Em Campo Maior foi aplaudido pelos adeptos d’”O Elvas” quando foi substituído, tendo retribuído os aplausos, e ontem andou a fazer gestos para a bancada quando marcou o golo, ou quando ouvia algum impropério. Lamentável!

Derrota justa que mostrou as enormes lacunas que temos na nossa equipa. Se somos candidatos? Depois dos jogos frente ao Campomaiorense pensamos que não temos equipa para lutar pela subida. Falta alma, garra, coração, ambição, sentir a camisola a esta equipa para podermos falar que somos candidatos.
Elói já disse que só jogaria quem corre nos jogos, que temos de jogar “à Distrital” para podermos lutar pelo objectivo da subida. Concordamos com essa apreciação, mas também o técnico terá de fazer melhor.
Esperamos que isto mude, mas aos poucos vamos deixando de acreditar…

P.S. – Foto e vejam mais sobre o jogo no site d’”O Elvas” CAD

11 comentários:

Anónimo disse...

VERGONHOSO! Equipa mal estruturada, sem garra, vontade e sem ambição. Este ano parece que vamos marcar passo.
Muito terá de mudar a equipa para que isto não suceda.
Mas o que falta acontecer mais para tirar o Cristo de uma vez por todas de esta equipa?
Umas palavras para o Eduardo... falta de categoria, falta de humildade, enfim só demonstra o que ele mesmo é, um jogador vulgar com falta de nível e muito vaidoso, Correu mais nos jogos contra o Elvas que em toda a época passada.

Anónimo disse...

Muito bem, concordo em pleno com o que diz. Mas acrescento que o mal do nosso grande clube está fora das 4 linhas. Continua á frente do clube um homem sem nível, capaz de vender-se e até vender o próprio clube, em proveito próprio. Meus amigos os responsáveis pelos descalabros sucessivos de não subida e descida duas épocas consecutivas, continuam á frente dos destinos do nosso clube. Temos que correr com eles. JÁ JÁ JÁ

Pedrofigo disse...

Pois, realmente a jogarem assim nem conseguem chamar público ao Municipal... Infelizmente ontem repetiu-se uma tarde já vivida em épocas anteriores, onde a equipa da casa jogou sem brilho, sem garra e sem vontade... Deu vontade de ir embora ao intervalo, tal não era a falta de vontade que se via em campo... Esperemos que a segunda fase traga melhoras, porque esta primeira está a correr de forma confrangedora.

Anónimo disse...

A verdade da equipa do Elvas é a seguinte:

Presidente: é uma nulidade ou pior que isso.

Treinador: é mesmo treinador? é que não tem a mínima capacidade. Foi um bom jogador e gosta do Elvas mas isso não chega. Vale zero.

Jogadores: Bons jogadores: Glaedson, Vasco Malhado, Carapinha e Igor. O resto é uma nulidade imensa. O guarda-redes é uma calamidade, a defesa (foi por ela que descemos ao distrital) ainda está pior que o ano passado (o Chinita é um jogador ao nível do Mosteirense), no meio campo perdemos o Largueiras e o Chico Vieira e no ataque perdemos "só" a dupla que fazia 90% dos golos: Mauro e Toni Vidigal. Juntando a isto umas aquisições feitas à Eurico em cima do joelho e o resultado está à vista...

Zequinha disse...

Continuo a dizer... com este presidente o Elvas vai enterrar-se. O sr. Eurico está a dar cabo do Elvas, só não vê quem não quer.

Presi disse...

Uma vergonha! O "Elvas" é uma vergonha! Uma vergooooooooooonha...

VFF disse...

Boas a todos.
Efectivamente, há muita coisa a melhorar mas, de vez em quando, é bom que aconteçam estas coisas. Terça-feira, 23.00 e já há 6 comentários a esta notícia. Dá que pensar...

P.S.- "O Elvas" nunca será uma vergonha. "O Elvas" somos todos.

Anónimo disse...

Há que pensar em colocar "O Elvas" onde ele merece, e no distrital não é de certeza, os minimos exigiveis é a 3ª divisão, pode não haver dinheiro, é um facto, mas é neste escalão que o clube pensa em consegui-lo? Penso que não.
Continuo a achar que a equipa deveria jogar noutro sistema tactico, tem-se perdido toda a época um jogador extremamente rápido como é o Carapinha a jogar no meio do terreno, joga-se sem extremos, raramente sai um cruzamento para a área, muitos dos jogos tem sido o Nuno Carranca a jogar a central perdendo-se com isso um jogador importante no meio campo (como aconteceu este fim-de-semana), onde joga o Harramiz?, sinceramente não sei, de 10 em 10 segundos muda de posição, enfim há muita coisa que deveria ser pensado e bem pensado, e logicamente se querem subir ou pelo menos lutar pela subida têm que reforçar o plantél.

aaac.blogs.sapo.pt

Scottish disse...

Concordo com o amigo aaac.blogs.sapo.pt. No meu blogue já tinha apontado a alteração tática que a equipa necessita. Realmente contam-se pelos dedos de uma mão os cruzamentos para a área em jogo normal.
Tembém penso que o Carapinha poderia jogar mais encostado à linha, aproveitando dessa forma a sua rapidez e boa técnica individual. Ultimamente tem andado "perdido" no campo, e a equipa tem sentido isso. O Nuno Carranca NUNCA pode jogar a central. Primeiro porque não tem caracteristicas, segundo porque o nosso meio-campo fica desfalcado de uma peça importante.
Todos sabemos das enormes lacunas defensivas, e penso que para as disfarçar deviamos fazer pressão alta, ou seja, começar a pressionar o adversário logo na sua área. Seria uma forma de "esconder" os problemas da nossa defesa e guarda-redes.
Há que ir ao mercado, mas penso que o plantel que "O Elvas" dispõe pode e deve fazer muito melhor, e para isso o treinador terá de trabalhar mais e melhor, em prol de uma camisola que deve ser vestida com orgulho.
Grande Abraço

Anónimo disse...

Concordo contigo quando dizes que terá que haver pressão alta para disfarçar as lacunas defensivas, mas sabes muito bem que para haver essa pressão alta tem que haver uma elevada capacidade fisica que só equipas que treinam diariamente conseguem fazer, coisa que não se faz por estas bandas, encara-se esta situação que o clube atravessa como um passatempo, um entretenimento, apesar d' "O Elvas" estar no distrital a camisola que vestem todos os fins-de-semanas tem uma enorme história e não pode ser encarada da maneira que está a ser.
Continuo a achar que actualmente o plantél tem condições para fazer mais e muito melhor, apesar de precisar urgentemente de reforços principalmente na rectaguarda.

aaac.blogs.sapo.pt

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
Revolucionar o Futebol profissional em Portugal, pela implementação de um novo modelo de gestão, financiamento e organização.

Petição em:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/